domingo, 26 de dezembro de 2010



É triste saber que um dia vou ver você passar e não sentir cada milímetro do meu corpo arder e enjoar. É triste saber que um dia vou ouvir sua voz ou olhar seu rosto e o resto do mundo não vai desaparecer. O fim do amor é ainda mais triste do que o nosso fim. É, isso é culpa minha, por eu ter me tornado tão insensível, que nem posso mais sentir você aqui. Eu digo o que condiz, eu gosto mesmo é do estrago. Acho que o problema é comigo as pessoas me cansam, me tiram as forças a tal ponto que eu não consigo abandoná-las. Eu aprendi a odiar as pessoas, mas ainda mais a mim. Na verdade, só amamos quem não precisam de nós. O amor é o ridiculo da vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário