segunda-feira, 4 de abril de 2011

É bom olhar pra trás



 e admirar a vida que soubemos fazer
É bom olhar pra frente, é bom nunca é igual
Olhar, beijar e ouvir, cantar um novo dia nascendo
É bom e é tão diferente
Eu não vou chorar, você não vai chorar
Você pode entender que eu não vou mais te ver
Por enquanto, sorria e saiba o que eu sei eu te amo...

sexta-feira, 1 de abril de 2011

O meu mundo não é como o dos outros



quero demais, exijo demais; há em mim uma sede de infinito,
 uma angústia constante que eu nem mesma compreendo,
pois estou longe de ser uma pessoa; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade… sei lá de quê!