segunda-feira, 3 de janeiro de 2011



Eu sou aquela rosa que sempre é desprendida por um MAL-ME-QUER em cada pétala retirada. Mas o que sobra eu sempre transformo no BEM-ME-QUER, mesmo que cheio de espinhos. E assim vou secando ao longo do tempo ou amadurecendo até que seja entregue para alguém que me coloque em um lindo jarro e que fique me observando durante o dia sorrindo, mas, vou secando e ressecando e então sou guardada em alguma caixinha de lembranças!  Era só isso que eu queria: ser formada de BEM-ME-QUER ou ser lembrança boa pra alguém...

Um comentário:

  1. sempre, mesmo que demore, encontrarás um "bem-me-quer"...

    Bjs linda

    Mila

    ResponderExcluir