sábado, 1 de outubro de 2011

Preciso desesperadamente esquecer-te,


 como preciso nesse instante do seu abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário