quinta-feira, 24 de novembro de 2011

“Hoje eu queria um abraço daqueles que te sufoca de tão apertado e te protege de tudo. Hoje eu só queria ouvir ‘eu-te-procurei-pra-saber-se-você-tá-bem’.”
- Caio Fernando Abreu.

2 comentários:

  1. Tão triste nasceu hoje o Verão
    Tão agreste sopra este colérico vento
    Tão molhada está esta verde terra
    Tão cinza está um coração em desalento

    Mentem os que disserem que perdi a Lua
    Os que profetizaram o meu futuro de luz
    Mentem os que acharam que não me visto de sentimento
    Os que acham que apenas a mentira seduz

    Acolhi no olhar todas as coléricas vagas que alcancei
    Abracei uma roseira e senti o golpe dos espinhos
    Senti o aroma errante das hortênsias
    Numa viagem por sete caminhos

    No primeiro encontrei monstros e deuses
    No segundo um céu sem cor e estrelas
    No terceiro uma errante alma em desalinho
    No quarto um pássaro que se perdeu do ninho

    Boa semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir